Gelo no Ártico deve bater recorde negativo na semana que vem

Previsão é que cobertura de gelo na região polar norte chegue à menor extensão já registrada

Reuters |

Reuters

Getty Images
Diminuição de cobertura de gelo no Ártico pode chegar a novo recorde

O gelo no oceano Ártico deve chegar na semana que vem à menor extensão já registrada, e vai continuar encolhendo, disse um cientista dos EUA na segunda-feira.

"Um novo recorde diário (...) é provável até o final de agosto", disse Ted Scambos, do Centro Nacional de Dados Climáticos dos EUA. "Há chances de que ultrapasse o recorde anterior quando ainda estamos na (época do ano da) redução do gelo marinho."

Leia também:
Satélites registram degelo recorde na Groenlândia
Ártico tem aumento de espécies marinhas e baixa de aves
Perda de gelo no Ártico pode causar depósitos de mercúrio
Estrelas de Hollywood e celebridades defendem Ártico na Rio+20
Degelo no Ártico pode redesenhar mapa geopolítico global

O Ártico costuma ser apontado como o "ar-condicionado do planeta", por causa da sua influência sobre o clima global. Neste ano, a perda de gelo na região aponta para a abertura da Passagem do Noroeste, entre o Canadá e o Alasca, e da Rota do Mar do Norte, junto à Europa e à Sibéria.

O ano de 2012 está batendo também recordes de calor e seca em grande parte da zona temperada do Hemisfério Norte, especialmente a área continental dos EUA.

Scambos disse que a extensão de gelo no Ártico neste verão boreal pode chegar a menos de 4 milhões de quilômetros quadrados. O recorde anterior, de 4,28 milhões de quilômetros quadrados, data de 2007, e é 39 por cento inferior à média de 1979 a 2000.

    Leia tudo sobre: árticoclimaaquecimento globalmudanças climáticasgelo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG