Filho de criação de uma das vítimas, jovem de 13 anos também foi atacado e acabou internado em um hospital; principal suspeito do triplo homicídio nega ter cometido o crime

Um crime bárbaro marcou a madrugada do município Embu Guaçú, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira (06). Por volta das 3h30, um casal e uma mulher foram brutalmente assassinados a machadadas. O caso foi registrado na delegacia central da cidade.

Imagem de machado parecido com o usado por assassino na madrugada desta segunda-feira
Cosmoh
Imagem de machado parecido com o usado por assassino na madrugada desta segunda-feira

Segundo a Polícia Civil, uma das vítimas é Juveni Aparecida Alves, de 32 anos, irmã de criação de Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha. Ele é o autor confesso das mortes de Felipe Caffé e Liana Friedenbach, crime que chocou o País em 2003, quando o jovem tinha 16 anos, e reabriu o debate pela diminuição da maioridade penal.

Leia mais:
Relembre o caso Liana Friedenbach

Juveni foi assassinada na rua, no momento em que passava em frente à residência onde estava o casal Adelino Oliveira e Tatiana Oliveira. Os dois foram mortos a machadadas dentro da casa, que posteriormente foi incendiada pelo assassino. Filho de criação de Adelino, um adolescente de 13 anos também foi atacado no local, mas sobreviveu. Ele foi internado no Hospital de Itapecerica da Serra com ferimentos leves.

Leia também:
Ministério Público pede fechamento de unidade onde Champinha está preso
Por unanimidade, STJ mantém Champinha em hospital psiquátrico

O principal suspeito do triplo homicídio é Rafael de Morais Pereira, de 20 anos, irmão de criação de Adelino. Ele foi preso por volta das 12h desta segunda-feira, mas não confessou o homicídio. Segundo a polícia, ele é usuário de drogas. 

Relembre crimes em família que chocaram o Brasil:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.