No Rio Grande do Sul, governador decretou luto por sete dias em memória às vítimas de incêndio

A presidenta Dilma Rousseff decretou luto oficial de três dias no País em memória às vítimas do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul . Foram confirmadas até o momento 232 mortes. Durante a tarde, as bandeiras na Esplanada dos Ministérios e no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, estavam a meio mastro.

Dilma Rousseff chegou por volta das 18h30 , de helicóptero, à residência oficial. Ela esteve em Santa Maria, onde conversou com parentes das vítimas e feridos na tragédia.

A presidenta participava da reunião da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos com a União Europeia, no Chile, e cancelou a participação em três reuniões com autoridades da Argentina, Letônia e Bolívia por causa da tragédia e seguiu para a cidade gaúcha, que fica a cerca de 300 quilômetros da capital Porto Alegre. Em rápida entrevista, ainda no Chile, a presidenta se emocionou ao comentar a tragédia .

Em Santa Maria, Dilma estava acompanhada dos ministros da Educação, Aloizio Mercadante; dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e da Saúde, Alexandre Padilha, além do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS).

No Rio Grande do Sul, o governador Tarso Genro decretou luto oficial de sete dias em memória das vítimas da tragédia. "É uma tragédia brutal que está acontecendo em Santa Maria, é brutal para o País e para o Estado. Nós estamos empenhados desde a madrugada em dar todo apoio necessário para que tenhamos um levantamento rápido das provas e fazer um inquérito policial de alto nível, esclarecendo as causas que determinaram esta tragédia", disse Tarso.

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) também decretou luto oficial e suspendeu aulas e outras atividades acadêmicas por três dias, até quarta-feira (30).

O incêndio na Boate Kiss é considerado o segundo maior da história do país, ficando atrás do Gran Circus Norte-Americano, em Niterói, que pegou fogo em 17 de dezembro de 1961 e vitimou 500 pessoas.

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.