‘Cadela-tatu’ cava buraco no quintal em MG

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Vira-latas raspou cimento e entrou em vala de 1,5 m. Suspeita é que ela tenha se escondido para fugir do calor

Uma cadela surpreendeu suas donas na cidade de Pouso Alegre, em Minas Gerais, ao cavar um buraco no quintal e usá-lo como abrigo durante o dia. “Meu cachorro é um tatu”, disse uma delas ao publicar a foto da vira-lata ‘Betty Boop’ nas redes sociais.

Conheça a home do Último Segundo

O buraco já está fechado e Betty Boop ganhou uns ossinhos de consolo. A suspeita da dona é que ela tenha usado a pequena caverna para fugir do calor. Foto: Reprodução/FacebookQuando uma das donas chegou em casa, se espantou por não ouvir o latido da cachorra e quando saiu para o quintal viu o fucinho em meio a um pequeno monte de terra. Foto: Reprodução/FacebookA cachorrinha Betty Boop surpreendeu os donos ao cavar um buraco no quintal de casa, em Pouso Alegre, Minas Gerais. Foto: Reprodução/Facebook

A cadela, de 6 anos, foi encontrada dentro do buraco na última quinta-feira (2), depois de passar alguns dias cavando no quintal. Ao chegar em casa na hora do almoço, uma das donas estranhou não ouvir latidos e começou a procurá-la. Ao seguir para o quintal, viu o focinho em meio a um pequeno monte de terra. Betty passou a se abrigar no buraco em alguns momentos ao longo do dia.

No domingo (5), ao aproveitar a distração da cadela para fotografá-la no esconderijo curioso, as donas perceberam que o vão tinha cerca de 1,5 metro e resolveram fechá-lo para evitar qualquer tipo de acidente. Sem sua pequena toca, Betty ganhou novos ossos como prêmio de consolação. O momento na casa agora é de vigilância, para evitar que ela cave um novo buraco.

As donas suspeitam que o vão tenha sido usado como alternativa para driblar o calor intenso durante a tarde, porque à noite ela voltava para a área de serviço da casa. Outra possibilidade é de ter sentido saudade de uma das donas, que viajou nas festas de fim de ano.

De acordo com veterinária Paloma Clerice, o calor é a possibilidade mais provável para este tipo de comportamento. "Cachorro gosta de cavar, de procurar coisas. Pode ter sido instintivo, e quando ela viu que a terra era mais fresquinha, deitou lá. Em casos de cadelas que não são castradas, não se descarta a possibilidade de ocorrência de pseudociese - popularmente conhecida como gravidez psicológica. Neste caso, a cadela sofre uma série de alterações hormonais que mudam seu comportamento. Há casos em que cavam buracos como ninho para os filhotes e de adoção de animais de espécies diferentes ou mesmo de bichos de pelúcia. 

Leia tudo sobre: bichoscachorrotatubrasilminas gerais

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas