Manifestantes anti-Copa se reúnem em frente ao hotel da seleção em Fortaleza

Por Bruno Winckler - enviado iG a Fortaleza | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Contra os gastos públicos em estádios e a corrupção, grupo fez passeata na capital cearense

Um grupo de estudantes universitários da Universidade Federal do Ceará se reuniu no fim da tarde desta segunda-feira em uma praça próxima ao estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, para protestar contra a corrupção e os gastos públicos em estádios da Copa do Mundo de 2014.

Leia mais: Protesto em São Paulo tem mais de 30 mil e fecha principais vias da cidade

Segundo dois policiais militares que acompanharam a manifestação, havia cerca de 300 pessoas no protesto que saiu da praça da Gentilândia e se dirigiu para o hotel Marina Park, onde está hospedada a seleção brasileira na capital cearense.

O time da CBF enfrenta o México na quarta-feira no estádio do Castelão, reformado para a Copa das Confederações e para o Mundial.

“Não quero Copa, não quero Castelão, quero dinheiro para usar na educação", foi um dos gritos do grupo. O hino nacional também foi cantado durante a passeata. No último sábado, houve protesto antes da partida entre Brasil e Japão na estreia da Copa das Confederações.

Polícia Militar e agentes das forças armadas acompanharam a chegada do grupo ao hotel da seleção, mas não agiram contra os estudantes. A caminhada seguiu de forma pacífica.
Mais cedo, o lateral-esquerdo Marcelo, orientado pela CBF, disse não se importar com os protestos que vêm tomando conta de várias cidades do País. O técnico Luiz Felipe Scolari também prefere não opinar sobre as manifestações. Durante a tarde, mais de 4 mil pessoas foram ao estádio Presidente Vargas para prestigiar os jogadores.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas