Sindicato dos Rodoviários do DF ameaça entrar em greve na semana da Copa

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Reunião entre categoria, representantes do governo e das empresas de ônibus terminou sem acordo nesta sexta-feira

Terminou sem avanços a reunião entre o Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal, representantes do governo do Distrito Federal e das empresas de ônibus, nesta sexta-feira (6), em Brasília. Assim, a categoria ameaça entrar em greve na segunda (9), quatro dias antes da abertura da Copa do Mundo, na quinta (12), em São Paulo. No dia 15, a capital federal recebe sua primeira partida do Mundial, Suíça x Equador, às 13h.

Flagrante: Polícia entra em confronto com metroviários na estação Ana Rosa 
Mais: A uma semana da Copa, São Paulo terá greve também de funcionários da CET

Uma nova reunião foi marcada para a manhã de sábado (7), quando os rodoviários esperam receber uma proposta concreta para ser levada à categoria em assembleia marcada para domingo (8).

“O que mais queremos é que eles [os empresários] apresentem uma proposta para a categoria. O governo está intermediando e tentando por todos os meios evitar essa greve que não é boa para ninguém”, disse o diretor do sindicato, João Dão.

Os trabalhadores pedem 20% de aumento nos salários e no tíquete-alimentação, 40% de aumento na cesta básica, manutenção de benefícios do atual acordo coletivo e da jornada de trabalho de seis horas. Eles ameaçam entrar em greve a partir da segunda-feira (9).

*Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: brasíliadistrito federalgrevecopa do mundo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas