Presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar manifestos a favor da democracia
Reprodução/TV Brasil
Presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar manifestos a favor da democracia

presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta segunda-feira manifestos a favor da democracia , organizados depois de ele reiterar ataques à Justiça Eleitoral. De acordo com Bolsonaro, os textos foram assinados por "empresários mamíferos", além de banqueiros e artistas.

"Esse manifesto aí foi assinado por banqueiros, artistas. Tem mais uma classe aí. E alguns empresários mamíferos", disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Um abaixo-assinado organizado por juristas e pela Faculdade de Direito da USP em defesa da democracia, intitulado "Carta aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito", já conta com quase de 640 mil assinaturas, incluindo dez ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Outro manifesto, do meio econômico e produtivo, foi organizado pela Fiesp e recebeu a adesão da Federação Brasileira de Bancos, a Febraban.

Na semana passada, Bolsonaro já havia dito que não precisa de "nenhuma cartinha" para defender a Constituição. Depois, ironizou os textos, ao publicar em sua conta no Twitter uma "carta" dizendo apenas ser "a favor da democracia".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários