Bolsonaro durante reunião com embaixadores
Reprodução/TV Brasil
Bolsonaro durante reunião com embaixadores

Após os Estados Unidos terem afirmado que as eleições no Brasil servem de modelo para o mundo, um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro questionar o sistema eleitoral brasileiro em evento para embaixadores , a embaixada britânica reafirmou nesta quinta-feira a confiança nas urnas eletrônicas e na segurança das eleições de outubro.

"Acreditamos na força da democracia do Brasil, que conta com instituições sólidas e transparentes. Em eleições passadas, o sistema eleitoral e as urnas eletrônicas se mostraram seguras e passaram a ser reconhecidas internacionalmente por sua celeridade e eficiência", diz um trecho da nota.

De férias na Europa, a embaixadora do Reino Unido, Melanie Hopkins, não foi convidada pelo governo federal para a reunião com os embaixadores na segunda-feira.

Na nota divulgada nesta quinta-feira, a embaixada afirma que o candidato eleito em outubro receberá todo o apoio do governo britânico. "Quem for escolhido pela nação brasileira poderá contar com o Governo Britânico para fortalecer as relações bilaterais e a amizade entre os dois povos", diz outro trecho.

"Reafirmamos nossa confiança no bom funcionamento do processo democrático do Brasil e esperamos que todo o país esteja comprometido com o respeito à democracia por meio de eleições livres e justas".

Na terça-feira, o governo norte-americano divulgou uma nota informando que os Estados Unidos confiam na força das instituições democráticas brasileiras. “As eleições brasileiras, conduzidas e testadas ao longo do tempo pelo sistema eleitoral e instituições democráticas, servem como modelo para as nações do hemisfério e do mundo”, diz um trecho da nota distribuída pela embaixada dos Estados Unidos em Brasília.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários