Lula e Ciro Gomes
Reprodução/Instagram
Lula e Ciro Gomes

Nesta quarta-feira (20), durante a convenção nacional do PDT, em que oficalizou a sua candidatura à Presidência da República, Ciro Gomes acusou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), um de seus rivais na disputa eleitoral, de praticar “puro fascismo” nas estratégias que usa para obter aliados.

Em conversa com a imprensa, Ciro disse estar “chocado [com] a absoluta falta de comportamento democrático do Lula em invadir e tentar destruir as organizações partidárias”.

“O que o Lula está fazendo com a senadora Simone Tebet [MDB] é puro fascismo. Aliciar uma banda de ladrões do MDB, corruptos, velhos sócios dele, Lula, na roubalheira”, disse. “Prática fascista de invadir o partido dos outros e tirar o direito dos outros participarem das eleições.”

Segundo o pedetista, Lula também está invadindo a autonomia do seu partido no Ceará para fazer alianças e escolher um candidato.

“O que está acontecendo é o seguinte: o Lula resolveu desconsiderar toda e qualquer ética e qualquer escrúpulo e resolveu destruir os partidos. Tentou operar no Ceará também. O que Lula está fazendo no Ceará é invadir a autonomia do PDT para escolher o candidato.”

O PT desaprovou a escolha do pedetista Roberto Claudio, que é próximo a Ciro, para o governo do Estado. Por causa da discórdia, a legenda cogita romper uma aliança de 16 anos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários