Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado Federal
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado Federal

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu nesta segunda-feira o trabalho do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), definido por ele como "eficiente", e afirmou que a Justiça Eleitoral "não pode ser desprezada simplesmente sob uma desconfiança absolutamente sem justa causa".

A declaração é uma resposta indireta a afirmações do presidente Jair Bolsonaro e de seus aliados, que frequentemente levantam suspeitas sobre o sistema eleitoral brasileiro.

"Nós teremos eleições esse ano, as eleições acontecerão no sistema eletrônico de votação, sob a guarda do eficiente Tribunal Superior Eleitoral, que é um Justiça especializada, que custa à sociedade brasileira, e que não pode ser desprezada simplesmente sob uma desconfiança absolutamente sem justa causa" , declarou Pacheco, no X Fórum Jurídico de Lisboa, em Portugal.

Para o presidente do Senado, cabe às autoridades "defender as instituições", e não "desvalorizá-las":

"Nós temos, naturalmente, que defender as instituições do país, as funções a elas atribuídas pela Constituição e pelas leis infraconstitucionais, e não desvalorizá-las ou lançar qualquer tipo de suspeita nesse sentido."

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários