Tarcísio Freitas
Reprodução
Tarcísio Freitas

O ex-ministro da Infraestrutura e pré-candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas, do Republicanos, afirmou nesta segunda-feira que, caso eleito, formará um secretariado "bem feminino". Ele citou a ex-atleta Maurren Maggi como alguém que pode integrar seu eventual gabinete de governo.

A declaração foi feita durante a participação de Tarcísio num evento da Associação Comercial de São Paulo, no centro da capital paulista. Ele elogiou o trabalho de mulheres de sua equipe na Esplanada, como a secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias, Natália Marcassa, e a diretora da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Flávia Takafashi.

— Conheci de perto agora realmente toda a capacidade das mulheres, porque a gente montou um Ministério da Infraestrutura extremamente feminino. As mulheres tomaram conta da Infraestrutura e tomaram muito bem. Com profissionalismo, dedicação, compaixão. Queria dizer que, caso eleito, a gente vai ter um secretariado bem feminino — declarou Tarcísio.

Ao fim do evento, em que ele apresentou suas ideias de governo para uma plateia de empresários e representantes de associações comerciais, Tarcísio disse conversar com Maurren para elaborar as propostas na área de esportes.

Maior nome da história do atletismo feminino brasileiro ao conquistar a medalha de ouro no salto em distância nos Jogos de Pequim, em 2008, Maurren está hoje aposentada das pistas. Foi duas vezes a primeira no ranking mundial do salto em distância feminino (1999 e 2003).

Em 2018, tentou a entrada na carreira política, ao se lançar candidata ao Senado pelo PSB de São Paulo. Terminou a disputa em quarto lugar, com 9% dos votos. Em 2020, filiou-se ao DEM (hoje União Brasil) para concorrer a uma vaga de vereadora na capital paulista, e não se elegeu.

— Estou conversando com a Maurren Maggi sobre política para esporte. Eu vou sempre buscar as capacidades, as competências. A gente tem que ter uma área voltada para as mulheres, para o empreendedorismo feminino. Então aos poucos a gente vai divulgando quem são as pessoas que vão trabalhar com a gente na montagem do plano e que futuramente vão compor o secretariado — disse ele.

O ex-ministro negou se comprometer em formar um gabinete paritário entre homens e mulheres, mas que a presença de secretárias em seu gabinete "naturalmente vai acontecer".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários