O presidente Jair Bolsonaro durante o lançamento do Canal Educação e do Canal Libras, no Palácio do Planalto
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 26/04/2022
O presidente Jair Bolsonaro durante o lançamento do Canal Educação e do Canal Libras, no Palácio do Planalto

Declarações golpistas do presidente Jair Bolsonaro (PL)  devem ser levadas a sério para 56% dos eleitores entrevistados na última pesquisa Datafolha , realizada nesta quarta e quinta-feira. Os dados foram divulgados neste sábado.

Para 36% do eleitorado, as declarações de Bolsonaro não terão consequências. E 8% não souberam opinar.

Entre os eleitores mais jovens, com idade entre 16 e 24 anos, a preocupação com as falas de Bolsonaro chega a 67%. Mas para 27% as afirmações do presidente não terão grandes repercussões. E 8% não souberam opinar. Essa faixa etária corresponde às pessoas nascidas após a redemocratização do Brasil.

Entre os eleitores com 60 anos ou mais, 46% acham que os ataques golpistas de Bolsonaro têm de ser levados a sério pelas instituições do país, enquanto 45% acreditam que elas não terão consequências. Outros 9% não souberam opinar.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores acima dos 16 anos em 181 cidades de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

A pesquisa também identificou que o ex-presidente Lula marca 54% das intenções de votos válidos ainda no 1º turno, o que dispensaria a necessidade de um 2º turno caso o pleito acontecesse hoje. O presidente Jair Bolsonaro (PL), por sua vez, marca 30%.

A contagem de votos válidos exclui o percentual de votos nulos e em branco. Além disso, para que um candidato vença no primeiro turno, é preciso que ele tenha maior percentual de votos do que a soma do percentual de seus adversários. É esse o formato considerado pela Justiça Eleitoral para declarar o resultado final.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários