Sergio Moro
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Sergio Moro

O ex-juiz Sérgio Moro foi apontado pelo Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) como parcial no julgamento dos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava Jato.

Com isso, a comissão concluiu que os direitos políticos de Lula foram violados em 2018, já que ele foi impedido de participar da disputa presidencial naquele ano. A sentença foi revelada nesta quarta-feira (27) pelo por Jamil Chade, do portal UOL.

O julgamento aconteceu em Genebra, na Suíça, onde está sediado o colegiado, e o anúncio oficial está previsto para esta quinta-feira (28), às 10h, horário de Brasília. Entretanto, ainda segundo o jornalista, Moro não deve ser punido devido ao resultado do julgamento. Ou seja, na prática, o efeito é mais político do que jurídico.

O processo no Comitê de Direitos Humanos da ONU corre em sigilo desde 2016. Na ocasião, os advogados do ex-presidente Lula apresentaram uma queixa afirmando que Lula estava sendo vítima de um processo parcial e injusto, conduzido por Moro.

Informados sobre o caso, a defesa de Lula divulgou que não pode se manifestar, por conta de um embargo imposto pela ONU. Já o Itamaraty disse que só irá comentar o caso após a divulgação oficial do comitê. Sergi Moro ainda não comentou o assunto.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários