Jair Bolsonaro e Milton Ribeiro
Reprodução: Flickr - 24/03/2022
Jair Bolsonaro e Milton Ribeiro

O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta quinta-feira o pedido de demissão de Milton Ribeiro, que deixou o Ministério da Educação em meio a investigações sobre a atuação de pastores como lobistas na pasta. Bolsonaro disse que "infelizmente" Ribeiro deixou o governo, mas que isso acontece apenas "temporariamente".

Bolsonaro fez a menção ao ex-ministro da Educação ao relatar uma visita a uma universidade, em que falou com pesquisadores de grafeno:

"Não está aqui, infelizmente, o nosso ministro Milton, que nos deixou temporariamente."

A exoneração de Ribeiro foi publicada na segunda-feira, três dias após a Polícia Federal (PF) abrir dois inquéritos para apurar as suspeitas de que houve favorecimento na distribuição de verbas do ministério.

Uma das investigações foi pedida pela Procuradoria Geral da República (PGR), que levou em conta indícios dos crimes de corrupção passiva, tráfico de influência, prevaricação e advocacia administrativa.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários