Michelle Bolsonaro sai em defesa de Milton Ribeiro
IG - Último Segundo
Michelle Bolsonaro sai em defesa de Milton Ribeiro


A primeira-dama Michelle Bolsonaro saiu em defesa do ex-ministro da Educação  Milton Ribeiro Milton Ribeiro, que pediu exoneração nesta segunda-feira em meio a suspeitas de que pastores atuavam como lobistas no MEC. Michelle, que é evangélica, assim como o ex-chefe do Mec, disse que Ribeiro vai provar que é uma " pessoa honesta, justa e leal".

“Eu posso dizer que eu amo a vida dele. Deus sabe de todas as coisas. Vai provar que ele é uma pessoa honesta, justa e leal”, disse Michelle ao chegar no evento de filiação dos ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Questionada se a demissão foi uma decisão  acertada, a primeira-dama disse que ainda não conversou com o presidente sobre a saída de Milton Ribeiro.

Milton Ribeiro deixou o MEC nesta segunda-feira em meio a denúncias de que dois pastores atuavam como lobistas e pediam propina a prefeitos para destravar recursos da Educação. O caso é investigado pela Polícia Federal a pedido da Procuradoria-geral da República, que viu indícios dos crimes de corrupção passiva, tráfico de influência, prevaricação e advocacia administrativa.


Leia Também

A atuação de dois pastores dentro do Ministério da Educação (MEC) nos últimos dois anos expôs um suposto esquema de tráfico de influência dentro da pasta. Desde a posse do ministro Milton Ribeiro, em junho de 2020, os religiosos Gilmar Santos e Arilton Moura levaram dezenas de prefeitos para reuniões e, segundo acusações, cobravam propina para facilitar o repasse de verbas para esses municípios.

Ministros também saíram em defesa de Ribeiro e disseram que o escândalo não abala o discurso do presidente de que não há corrupção no governo. Segundo João Roma, da Cidadania, e Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia, Ribeiro deixou o cargo para preservar a sua imagem.

“Todos sabem da lisura dele (Milton Ribeiro) e ele  atestou entregando o ministério em um gesto apenas de não ficarem se aproveitando de distorção de falhas em relação ao governo. Mas todos sabem  da da lisura e da estrutura moral do ministro”, disse o ministro da Cidadania, João Roma.

“Fui surpreendido,  não esperava que ele saísse. Ele é uma pessoa extremamente correta, muito honesta.  Acho que é mais pra preservar a a própria imagem, para  sair dessa dessas discussões todas. É uma pena porque é um ministro muito bom de educação, é um ministério importante e nós precisamos de ministros desta categoria como ele”, disse o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários