Médicos da capital paulista farão assembleia para definir sobre greve
Prefeitura de SP/Reprodução
Médicos da capital paulista farão assembleia para definir sobre greve

Apesar da explosão de casos de Covid-19 no estado do  Rio, houve uma redução de 91,4% no número de mortes pela doença, comparando janeiro de 2022 ao mesmo período do ano passado.

É o que apontam os dados da Secretaria estadual de Saúde (SES), que atribui a queda ao avanço da vacinação. O número de casos em janeiro de 2022 foi 181% maior, se comparado o mesmo período de 2021. Por outro lado, o número de internações foi 78,9% menor.

As informações foram levantadas pelo Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (CIEVS), por meio Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP/Gripe). Em janeiro de 2021, foram registrados 86.731 casos, 8.797 internações e 4.146 óbitos. Já de 1º a 27 de janeiro deste ano, foram notificados 243.756 casos, 1.849 internações e 358 óbitos.

Nesta sexta-feira, foram registrados 27.710 novos casos da doença e 28 mortes no estado do Rio. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 62,7%. Em todo o estado, 75% da população tem a dose única os as duas doses.

Leia Também

Já a cidade do Rio teve uma redução de 45% no número de episódios de síndrome gripal identificados nos últimos 14 dias. Na semana epidemiológica 2 (9 a 15 de janeiro), o município confirmou 281.558 casos, o maior total semanal de toda a pandemia; na semana seguinte (16 a 22 de janeiro), foram 154.293 diagnósticos realizados, informa o painel Covid-19 da prefeitura.


No mesmo período, a taxa de positividade dos testes de Covid-19 foi de 46% para 44%, e agora se encontra na marca de 38%. Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, uma redução parecida foi observada no número de novos atendimentos diários nas unidades de Saúde e na movimentação nos centros de testagem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários