Rejeição à gestão de Ricardo Nunes cresce em São Paulo, diz pesquisa
Reprodução
Rejeição à gestão de Ricardo Nunes cresce em São Paulo, diz pesquisa

prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), não conseguiu emplacar um crescimento da avaliação do seu trabalho desde que assumiu a cadeira do Executivo municipal. Uma pesquisa realizada pela Viver em São Paulo: Qualidade de Vida, da Rede Nossa São Paulo, mostra que a rejeição à gestão da atual prefeitura aumentou dez pontos percentuais e passou de 35% para 45% dos que consideram o trabalho como ruim ou péssimo.

A avaliação negativa de Ricardo Nunes - que assumiu a prefeitura de São Paulo em maio de 2021, após a morte de Bruno Covas - permaneceu estável apenas na zona norte da cidade. Nas regiões Leste, Oeste e Sul, houve um aumento da rejeição ao mandatário.

Questionados sobre a transparência na gestão, um novo crescimento negativo. Em 2019, 41% dos paulistanos consideravam a prefeitura pouco transparente. Em 2021, o número passou para 48% dos munícipes que consideram pouco ou nada transparente a gestão Nunes.

A Câmara dos Vereadores também foi avaliada e também houve um salto na rejeição. Isso porque, em 2020, 52% da população considerava o trabalho dos parlamentares como ruim ou péssimo. Em 2021, este número passou a ser de 57%.


A pesquisa - divulgada pela jornalista Mônica Bergamo - ocorreu entre os dias 04 e 28 de dezembro de 2021 e contou com a participação de 800 moradores da cidade, maiores de 16 anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários