Bolsonaro confessa que será difícil seguir recomendações médicas
Reprodução/Twitter
Bolsonaro confessa que será difícil seguir recomendações médicas

presidente Jair Bolsonaro (PL) deixou o hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde estava internado desde segunda-feira (03) para tratar uma obstrução intestinal, na manhã desta quarta-feira (05). Ele afirmou à imprensa, na saída do hospital, que "vai ser difícil seguir" a dieta recomendada.

"Vai ser difícil. Eu não consigo me controlar. Ele [doutor Macedo] recomendou não comer pastel e nem tomar caldo de cana. Recomendou. Recomendar não é ordem. Acontece. Eu sei que sempre fui, na minha vida toda de atleta das forças armadas e militar, de gostar de muita aventura. Sou paraquedista, mergulhador, motociclista. É difícil você ficar parado", afirmou o mandatário.

Na sequência, o presidente disse que tentará ir a uma partida beneficente entre o [cantor] Marrone e do Gustavo Lima. "Estou tentando ir, não para jogar, logicamente, mas estou tentando ir para lá. Vou ver como fica. Vida continua, todo mundo vai embora um dia. A gente lamenta. Agradeço o doutor Macedo, a força que deu para mim. Vou tentar seguir a recomendação, minha esposa [Michelle Bolsonaro] está olhando torta para mim. É vida que segue".

Bolsonaro estava internado há três dias. Ele afirma ter sentido "dores abdominais" na tarde do domingo. Ele interrompeu as férias em Santa Catarina para se tratar na capital paulista.

Na última noite, Bolsonaro teve boa aceitação da dieta líquida e retirou a sonda nasogástrica que utilizava para o tratamento, segundo a equipe médica. O trato digestivo do paciente mostrou sinais de recuperação.

Leia Também

É a segunda vez em seis meses que o presidente é internado em São Paulo por conta de dores abdominais. Em julho de 2021 ele teve alta após cinco dias com diagnóstico de obstrução intestinal. Na ocasião, Macedo afirmou que o presidente deveria se alimentar com alimentos não fermentados para evitar a formação de gases, e descartou a realização de uma sétima cirurgia.


A obstrução intestinal ocorre quando há bloqueio de parte do intestino, o que impede o funcionamento normal do sistema digestivo ou a passagem das fezes. Em julho passado, Bolsonaro reclamava de soluços persistentes havia mais de dez dias até ser internado.

O tratamento indicado para esse tipo de obstrução consiste em suspender a alimentação, manter a hidratação intravenosa, realizar caminhadas para movimentar o intestino, e instalar uma sonda para drenar o conteúdo do estômago. Cirurgias só são indicadas quando o tratamento clínico não dá resultado em cerca de 48 horas, segundo cirurgiões.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários