Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/ PR
Jair Bolsonaro


A aproximação entre antigos adversários como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) é culpa do presidente Jair Bolsonaro (PL). Essa avaliação é do deputado federal e presidente do Solidariedade, Paulinho da Força.

"O Bolsonaro foi um desastre na pandemia e levou a economia do país a um dos maiores desastres da história, maior crise econômica da história. Desemprego, milhares de pessoas morando na rua... Acho que esse situação levou esse punhado de gente a tentar se juntar, se organizar e tirar o Bolsonaro no próximo ano", disse Paulinho à imprensa na noite deste domingo (19).

A declaração foi concedida na confraternização de fim de ano do Grupo Prerrogativas . O evento marcará o primeiro encontro público entre Lula e Alckmin desde que surgiu a possibilidade de os dois formarem juntos uma chapa à Presidência.



A articulação é feita, principalmente, com a expectativa de que o ex-tucano se filie ao PSB, mas Paulinho ressalta que  as portas do Solidariedade também estão abertas para que Alckmin ocupe o posto de candidato a vice numa chapa encabeçada por Lula. "[Alckmin] Está falando com todo mundo. Comigo, com o PSB, com o Kassab [presidente do PSD]. Acho que ele vai escolher o melhor caminho. Espero que seja o Solidariedade", admitiu. Alckmin oficializou a saída do PSDB nesta semana e ainda não definiu o futuro partidário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários