Sede da AGU
Agência Brasil
Sede da AGU


A Advocacia Geral da União (AGU) já entrou com um recurso contra a decisão judicial que determinou o afastamento da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).  Larissa Dutra foi alvo da medida publicada pela Justiça Federal do Rio de Janeiro neste sábado (18).

Com isso, o recurso foi apresentado no Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região. Segundo a CNN Brasil, a AGU argumentou que a liminar oferece risco de paralisia às ações do Iphan.


O afastamento foi determinado em meio a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) em reforço à ação apresentada pelo então deputado federal Marcelo Calero. A motivação do MPF foi uma revelação feita pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), na quarta-feira (15). Na ocasião, o mandatário disse que  "ripou todo mundo" do Iphan após saber que o órgão havia interditado uma obra das lojas Havan. O presidente é amigo do empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários