João Doria afirma que
Reprodução
João Doria afirma que "terceira via perderá se entrar dividida" em 2022

pré-candidato à Presidência e governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou neste domingo (05) que os candidatos de terceira via precisam se unir em torno de uma candidatura única. Uma prévia para a definição de quem será o representante alternativo não está descartada, segundo o tucano.

"Os líderes partidários que advogam nesse centro democrático liberal social sabem que se entrarmos divididos nesta eleição, perderemos. E o Brasil terá uma eleição binária, entre [o ex-presidente] Lula (PT) e [presidente Jair] Bolsonaro (PL), o que é um pesadelo para o Brasil e para os brasileiros. Eu pessoalmente combati o PT, venci o PT em duas eleições aqui em SP e é o que pretendo fazer novamente em 2022", afirmou.

Doria também ressaltou que o diálogo não será definido neste momento e a discussão ocorrerá até abril. "Certamente para buscar a melhor alternativa que é o fortalecimento em torno de uma candidatura de centro, não de muitas candidaturas de centro".

Autodenominado "filho das prévias", o governador ressaltou que a disputa partidária no PSDB já passou e que é preciso "fortalecer" o partido. "Toda campanha é difícil e toda campanha gera atritos. É como um campeonato de futebol, você disputa para vencer e ao disputar cada jogo você tem um cartão amarelo, uma advertência a um jogador, isso faz parte do jogo. O PSDB agora vai gradativamente se aglutinando e se fortalecendo a partir do diálogo".


Rodrigo Garcia, pré-candidato ao governo do estado de São Paulo, deverá ocupar o posto durante a corrida de Doria ao Planalto. "Rodar o Brasil é fundamental, dialogar com brasileiros de todas as regiões. (…) E eu gosto do contato com a população, eu fiz isso quando era candidato a prefeito e ao governo e deu resultado".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários