André Mendonça
Reprodução: Senado Federal
André Mendonça

Aprovado no Senado para a vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF) , André Mendonça disse que a primeira coisa que fez foi agradecer a Deus. Evangélico, ele anunciou que sua aprovação significa um grande passo para a comunidade evangélica.

— É um passo para um homem, um salto para os evangélicos (...) Dei glória a Deus por essa vitória — afirmou, em entrevista à imprensa.

A fala pode ser interpretada como uma referência à frase “Um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade”, dita por Neil Armstrong ao pisar na lua, em 20 de julho de 1969.

No primeiro pronunciamento, Mendonça também agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro pela indicação, ao Senado pela conclusão da votação, tanto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) quanto no plenário, e listou nomes de políticos evangélicos que o apoiaram no Senado. Entre eles estão o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Cezinha da Madureira (PSD-SP), a relatora da sabatina, Eliziane Gama (Cidadania-MA), e o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO).

Leia Também

— Foi um processo longo, difícil, mas de muito aprendizado — disse Mendonça, que deixou o cargo de ministro da Advocacia-Geral da União (AGU) para angariar votos para a sabatina.

Conhecido como "terrivelmente evangélico" ministro aprovado fez um grande aceno ao grupo:

— Nós queremos dizer ao povo brasileiro que o povo evangélico tem ajudado esse país e que quer continuar ajudando esse país, trabalhar por esse país e fazer desse país uma grande nação, fazer da Justiça brasileira uma referência, fazer com essa realidade se concretize cada dia mais e, ao final, dar esperança ao nosso povo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários