Jair Bolsonaro e Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura
Antonio Cruz/Agência Brasil
Jair Bolsonaro e Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura

Com filiação engatilhada no PL de Valdemar da Costa Neto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pretende fortalecer sua chapa lançando o ministro da Infraestrutura, Tarcísio dos Santos, ao governo de São Paulo, e o ex-chefe da pasta do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao Senado. As informações são da Folha de S. Paulo.

A candidatura do ministro da Infraestrutura já conta com o aval do presidente do PL. Tarcísio, porém, é quem ainda resiste à ideia. 

Salles, por sua vez, já teria aceitado a empreitada, com a condição de que Tarcísio aceite concorrer ao governo de São Paulo. Caso contrário, o ex-ministro do Meio Ambiente prefere se lançar à Câmara dos Deputados.

Bolsonaro não abre mão de ter um palanque forte em São Paulo — estado considerado 'chave' para a reeleição do chefe do Executivo. Tarcísio, no entanto, estaria mais disposto a concorrer ao Senado por Mato Grosso ou Goiás, estados onde acredita ter maior viabilidade eleitoral.


Leia Também

Impasses

Apesar de ter aceitado as exigências de Bolsonaro, interlocutores acreditam que Valdemar da Costa Neto seguirá trabalhando pela candidatura de Rodrigo Garcia (PSDB), atual vice de Doria, ao governo de São Paulo.

O acordo entre os dois já estava feito antes de Bolsonaro se aproximar do partido.

Em Goiás, Bolsonaro deseja ter o deputado Major Vitor Hugo (PSL) como candidato ao governo. O PL, porém, quer apoiar o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, que recentemente deixou o MDB.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários