Sergio Moro
Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Sergio Moro


Após se filiar ao Podemos, o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro  começou a crescer nas pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022. Com isso, ele se tornou o pré-candidato mais competitivo em um eventual segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


A diferença é de 48% a 31%, 17 pontos percentuais, o que mostra a larga vantagem do petista, segundo o levantamento PoderData. Mas a situação de Moro é um pouco mais favorável que a do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que perderia para Lula por 54% a 31%, se a eleição fosse hoje.


No caso do atual mandatário, essa distância só aumentou. A pesquisa feita há um mês indicava diferença de 15 pontos percentuais entre os dois.


No levantamento apurado agora, entre segunda (22) e quarta-feira (24), o Poder também testou Lula contra os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Leia Também


Contra os tucanos, a diferença seria a mesma dentro da margem de erro - 47% a 24% contra Doria e 50% a 20% com Leite. Os dois disputam as prévias do PSDB , eleição interna que vai definir qual deles irá representar o partido no pleito presidencial. 


Já Pacheco é cotado como potencial pré-candidato pelo PSD. Ainda sem se colocar como pré-candidato ao Palácio do Planalto, ele é o que menos pontua contra Lula, com 14% das intenções de voto, enquanto o ex-presidente marca 53%.



A pesquisa PoderData foi feita a partir de 2.500 entrevistas realizadas por telefone, com pessoas espalhadas em 459 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários