Vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos
Câmara dos Deputados
Vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos

Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara dos Deputados, afirmou que o mandatário da legenda, Valdemar Costa Neto, pode provocar uma cisão irreversível na sigla com a possível filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Ele está trocando um partido que sempre votou unido na Câmara por um partido rachado. O PSL saiu esfacelado depois da presença do presidente e de seus fihos. O mesmo ocorrerá com o PL, caso a filiação ocorra", alegou o vice-presidente.

Na Câmara dos Deputados, o PL conta com 43 parlamentares e terá de dividir o fundo partidário com outros 60 senadores, 27 governadores e um presidente. Segundo Ramos, "é uma conta que não fecha, mas se Valdemar acha que vai ganhar mais com Bolsonaro na legenda, eu é que não devo entender nada".


O vice da Casa ressaltou ainda que o casamento entre Bolsonaro e PL pode não acontecer. "Não tenho pressa. Até porque, acho que, no fim disso tudo, ainda há o risco de Bolsonaro escolher não se filiar. Aí, o desgaste também terá sido do PL".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários