Lideranças do PT temem que mercado tente derrubar Lula para colocar Alckmin
Reprodução
Lideranças do PT temem que mercado tente derrubar Lula para colocar Alckmin

A possibilidade de  Geraldo Alckmin (PSDB) ser vice de  Lula (PT) em uma chapa para a eleição presidencial do próximo ano gera temor em algumas lideranças dentro do PT. Para alguns, a presença do ex-governador tucano pode estimular tentativas de derrubada de Lula de um eventual futuro governo. As informações foram publicadas pela colunista Mônica Bergamo, da 'Folha de S. Paulo'.

Segundo o texto, Alckmin é confiável e não faria movimentos para derrubar Lula, mas o tucano seria um nome viável para a direita e o mercado financeiro, o que facilitaria a movimentação pela queda de Lula caso o governo enfrente uma crise.

Lula  ainda não cravou seu vice, mas já afirmou em outras oportunidades que não tem nada contra Alckmin. O petista já afirmou que tem "extraordinária relação de respeito" com o ex-tucano: "Fui presidente enquanto ele era governador. Não há nada que aconteceu entre nós que não possa ser reconciliado".

O tucano, por sua vez, também não crava seu futuro para a próxima eleição. "Já disseram que vou ser candidato ao Senado, a governador, a vice-presidente. Vamos ouvir. Fico muito honrado da lembrança do meu nome", disse Alckmin.

O ex-governador negou que tenha diferenças intransponíveis com Lula e disse que política precisa ser feita com civilidade e com quem tem apreço pela democracia. Alckmin disse, ainda, que a decisão sobre a candidatura "não é para já".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários