Vereadores batem boca e se xingam em votação na Câmara de SP
Reprodução/redes sociais
Vereadores batem boca e se xingam em votação na Câmara de SP

Os  vereadores da cidade de São Paulo presenciaram uma sessão tensa durante a votação da Câmara na última quarta-feira (11). Isso porque, em meio a votação sobre a reforma da Previdência, os parlamentares Rubinho Nunes (PSL) e Erika Hilton (PSOL) se xingaram de "mimados", "merdas" e "bostas". Confira o momento da discussão:


Enquanto a vereadora realizava seu discurso, o relator da proposta Rubinho Nunes a interrompeu com contrapontos. A atitude desencadeou uma resposta da parlamentar e a confusão começou.


Leia Também

Erika foi a suas redes sociais explicar que Rubinho Nunes a intimidou e a xingou antes da discussão. Em resposta, o membro do Movimento Brasil Livre (MBL) responseu que não adianta proferir xingamentos ao político, pois a "mamata vai acabar de qualquer jeito".

Segundo a proposta de reforma da Previdência, apresentada pelo prefeito de São Paulo Ricardo Nunes (MDB), há uma alíquota de 14% sobre a remuneração de servidores municipais que recebem uma remuneração de até R$ 6,4 mil. Atualmente, essa é a faixa de isenção e quase 65 mil colaboradores serão afetados.


Em nota, a prefeitura de São Paulo afirmou que "mantém diálogo permanente com todas as entidades sindicais e reafirma a preocupação com a sustentabilidade do sistema previdenciário municipal e com a responsabilidade fiscal. O déficit atuarial estimado para longo prazo atualmente é de R$ 171 bilhões, um dos principais riscos fiscais do município. Com a proposta, a estimativa é que esse rombo seja reduzido em R$ 111 bilhões, ou seja, queda de 65% no déficit".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários