Romário assume mandato interino da presidência do Senado
Reprodução/Flickr
Romário assume mandato interino da presidência do Senado

Na condição de presidente da sessão deliberativa desta quarta-feira (10), o  senador Romário (PL-RJ) afirmou que não há nada mais simbólico, no mês da consciência negra, do que um negro, oriundo da favela e 'lutador', brasileiro em sua essência, presidir os trabalhos do Senado. A posse ocorre após a viagem do  senador Rodrigo Pachedo (PSD-MG), que participa da Cúpula do Clima, a COP-26, em Glasgow, na Escócia. O ex-esportista ocupará a função até o próximo dia 16 de novembro.


"Aqui, sentado nessa cadeira, carrego comigo todos os símbolos de um Brasil que acredito (ser) plural, multirracial, com mobilidade social e rico em talentos e diversidade, um Brasil que sabe e deve respeitar a diferença, a luta, incansavelmente, por um futuro melhor. Batalhei muito por nosso país defendendo a 'amarelinha'. Com mandato parlamentar, pude continuar defendendo o Rio de Janeiro e o Brasil na defesa da nossa gente", afirmou.


Romário ressaltou que jamais imaginou durante a sua infância, na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, que fosse conquistar tudo o que ganhou nos campos de futebol, na vida pública e na vida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários