Bolsonaro e Aziz trocaram farpas neste sábado
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Bolsonaro e Aziz trocaram farpas neste sábado

O senador Omar Aziz (PSD), rebateu o presidente Jair Bolsonaro, que o chamou de  "cara de capivara" mais cedo, após sua participação em uma motociata em Ponta Grossa, no Paraná. Aziz afirmou que o presidente só "abre a boca para jogar fezes".

"Uma pena que o Brasil seja governado por esse tipo de gente. O sentimento que eu tenho nesse momento, além de preocupação, é de pena com quem está passando fome e dificuldade", disse, em entrevista ao UOL.

O presidente da CPI da Covid disse que a imprensa "não deveria mais dar importância" ao que o presidente fala. Ele diz que Bolsonaro é "aquele carioca que tira proveito dos funcionários do próprio gabinete", fazendo referência ao suposto esquema de rachadinha que teria acontecido no gabinete do presidente quando era deputado federal.

"Depois que os cientistas brasileiros se recusaram a receber a comenda científica, a imprensa não deveria mais dar trela para esse sujeito", completou.

Leia Também

Leia Também

"Cara de capivara"

Em meio aos seus apoiadores, Bolsonaro disse sobre Aziz: "aquele cara de capivara me chamando de motoqueiro".

O senador que Bolsonaro terá que se defender das acusações contidas no relatório final da CPI da Pandemia, e que "não adiantaria xingá-lo, porque se tem "cara de capivara", o presidente "é um macaco guariba".

"Nosso amigo presidente deveria ser da secretaria de comunicação. Ele fala demais e age pouco", completou o senador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários