Maurício Souza
Reprodução/Instagram
Maurício Souza

Um grupo de 20 parlamentares LGBTQIA+ encaminharam uma denúncia ao Ministério Público de Minas Gerais contra Maurício de Souza, jogador de vôlei e autor de post homofóbico. A informação é de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo. 

Os parlamentares, entre eles trans, lésbicas, bissexuais e gays, são de 13 estados e sete partidos políticos diferentes. No documento eles afirmam que na postagem feita pelo jogador  a "discriminação é nítida e direta, porque decorre da intenção explícita de humilhar e constranger toda a população LGBTQIA+". 

Ainda de acordo com o documento, "Maurício Souza tem usado suas redes sociais há muito tempo para disseminar comentários ofensivos à comunidade LGBTQIA+, direta ou indiretamente". 

Entre os signatários estão os seguintes parlamentares: senador Fabiano Contarato (Rede-ES), dos deputados Leci Brandão (PC do B-SP), David Miranda (PSOL-RJ), Vivi Reis (PSOL-PA), Fábio Félix (PSOL-DF), Robeyonce Lima (PSOL-PE) e das vereadoras Erika Hilton (PSOL-SP), Monica Benício (PSOL-RJ), Linda Brasil (PSOL-SE), Duda Salabert (PDT-MG), Bella Gonçalves (PSOL-MG), Thabatta Pimenta (Pros-RN) e Benny Briolly (PSOL-RJ).

O grupo pede que uma ação judicial seja aberta contra o jogador de vôlei por incitação do preconceito e discriminação homotransfóbica. Além disso, também pedem uma indenização por dano moral coletivo a partir de R$ 50 mil e a retirada das publicações. 

Leia Também

Leia Também

A publicação

Há duas semanas, Maurício Souza fez uma publicação em seu Instagram onde comentava seu descontentamento com a notícia do novo Superman ser bissexual. "Ah, é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar", escreveu.

Desde então, várias pessoas estão se posicionando contra a atitude de Maurício . Na última quarta-feira (27), ele foi demitido do Minas Tênis Clube, time em que jogava. 

O jogador é apoiador do presidente Bolsonaro , que se simpatizou com a situação que Maurício está passando. "Impressionante, né? Tudo é homofobia, tudo é feminismo", disse o presidente. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários