Lira buscou CPI para alertar sobre deputados bolsonaristas em relatório final
Pablo Valadares/ Câmara dos Deputados
Lira buscou CPI para alertar sobre deputados bolsonaristas em relatório final

presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), telefonou, nesta quarta-feira (27), para o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), para alertar que a inclusão de nomes dos deputados bolsonaristas no relatório final da comissão abriria um precedente e que ele reagiria caso ocorresse. A declaração foi dada pelo próprio senador Omar Aziz, em entevista à CNN Brasil.

"Lira me ligou, mas nunca disse que tinha que retirar (nomes). Ele disse que ‘há um precedente’. Eu respondi que deveria conversar com os membros da CPI para saber o que fazer. No dia da votação do relatório ele me ligou de manhã, eu falei pra ele que ia ter o intervalo, que os parlamentares iam no meu gabinete e a gente iria conversar. Ele nunca disse que tinha que tirar. De forma muito elegante falou comigo. Eu disse que ia conversar com o pessoal e dava uma posição para ele", disse Aziz.

De acordo com ele, o debate foi levado para os integrantes do grupo majoritário da CPI, o G-7. A conclusão é de que não havia risco jurídico na inclusão dos nomes dos deputados bolsonaristas.

Após a ligação, Lira fez um discurso crítico à CPI para sinalizar aos deputados indiciados, todos próximos de Bolsonaro, que ficou contrariado com a decisão da comissão. Agora, o presidente da Câmara dos Deputados avalia ir ao Supremo para questionar a constitucionalidade da inclusão dos nomes dos deputados.

Além do debate sobre a possibilidade de deputados serem alvo de indiciamento por senadores, os deputados bolsonaristas temem estar na mira do procurador-geral da República, Augusto Aras, que recebeu o relatório final da CPI da Covid.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários