Cabo Daciolo
Reprodução
Cabo Daciolo

O ex-deputado federal e ex-candidato à presidência da República, Cabo Daciolo (sem partido), justificou não ter se filiado a nenhuma legenda após a eleição de 2018 porque, segundo ele, "partido político é uma quadrilha". Ele defendeu mudança na Constituição Federal para que sejam permitidas candidaturas avulsas. 

"Para sair candidato à presidência você precisa ter o aval de algum partido. Quando você não fecha com o sistema, você não quer a safadeza, nem a mesmice, você começa a andar na contramão disso tudo", disse Daciolo em entrevista ao podcast "Flow".

A Constituição estabelece que, para concorrer a cargos eletivos, o candidato deve obrigatoriamente se filiar a algum partido político.

Na entrevista, Daciolo fez críticas a Bolsonaro e a um dos seus principais apoiadores, o empresário Luciano Hang — que é um dos alvos da CPI da Covid. Segundo o cabo, caso seja presidente da República, irá "derrubar" as estátuas da Liberdade que ficam em frente às unidades das lojas Havan.

"Se eu for presidente, tiro todas as estátuas da Havan do Brasil, uma por uma", afrirmou o bombeiro. Daciolo disse ainda que, ao derrubar as estátuas, estará dando um "recado para o império americano de que chegou o fim deles aqui na nação brasileira"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários