Ex-assessor de Trump, Jason Miller, ao lado de Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro
Reprodução
Ex-assessor de Trump, Jason Miller, ao lado de Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro

A visita do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à sede da rede social norte-americana de direita Gettr — que tem recebido a adesão de muitos bolsonaristas — e os encontros dele e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o  blogueiro Allan dos Santos  durante viagem da comitiva brasileira aos Estados Unidos, em setembro, chamaram a atenção da Polícia Federal no âmbito do inquérito que investiga milícias digitais. As informações são da Folha de S. Paulo .

A relação da rede social com seguidores do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, e com o  'guru bolsonarista' Olavo de Carvalho é um dos focos da investigação.

Santos,  investigado no inquérito dos atos antidemocráticos e das Fake News , a pedido do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), também seguidor de Olavo de Carvalho e se mudou para os EUA após virar alvo da PF.

Nas redes sociais, ele publicou uma foto do encontro que teve com Eduardo e um vídeo conversando discretamente com o presidente na saída do hotel onde os membros do governo estavam hospedados.

Bolsonaro conversando com o blogueiro Allan dos Santos em Nova Iorque, nos EUA
Reprodução / Instagram
Bolsonaro conversando com o blogueiro Allan dos Santos em Nova Iorque, nos EUA


Já Eduardo, registrou o momento em que visitou a Gettr. A plataforma foi criada pelo empresário e ex-assessor de Trump Jason Miller, que esteve no Brasil em setembro e se encontrou com o mandatário e seu filho no Palácio da Alvorada, em Brasília . Na ocasião, o norte-americano foi detido para prestar depoimento à PF no âmbito do inquérito que apura a organização de atos antidemocráticos, também a pedido de Moraes .

Nessa segunda-feira (11), o ministro do Supremo prorrogou o inquérito das milícias digitais por mais 90 dias. A PF investiga se a relação com aliados de Trump se dá somente pelo uso dos métodos de Steve Bannon, ex-estrategista do ex-presidente, ou se há algum tipo de suporte financeiro entre os grupos.

Leia Também





Eduardo Bolsonaro em visita à sede da Gettr
Reprodução / Instagram
Eduardo Bolsonaro em visita à sede da Gettr


"Visitando o escritório do Gettr. Infelizmente o CEO Jason Miller, que foi detido a mando de Alexandre de Moraes no aeroporto de SP por 3h, não estava. Mas aproveitei mesmo assim para fazer um vídeo representando os 1.843.735 brasileiros que fizeram de mim o deputado federal mais votado da história do Brasil para dizer: desculpa, Jason", afirmou Eduardo nas redes sociais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários