Ministro da Economia, Paulo Guedes
Isac Nóbrega/ PR
Ministro da Economia, Paulo Guedes

CPI da Covid aprovou nesta quarta-feira (06), um requerimento com vários questionamentos ao  ministro da Economia, Paulo Guedes, para ser respondido em até 48 horas.

Apesar de Guedes não participar da oitiva da CPI por ser última semana de depoimentos da comissão, os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) , Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentaram o requerimento como uma alternativa para ter explicações do ministro.

A comissão determinou um prazo de 48 horas para que o ministro da Economia responda aos questionamentos.

Dentre as perguntas abordadas pelos senadores estão:

  • o programa social Auxílio Brasil;

  • aumentos nas alíquotas do IOF;

  • o parcelamento permanente sobre o pagamento de precatórios;

    Leia Também

  • as indenizações às vítimas da Covid-19;

  • a relação dele com supostos membros do chamado gabinete paralelo;

  • a opinião dele quanto à chamada imunidade de rebanho;

  • o orçamento para o combate à pandemia em 2022.

Ao todo, são 21 perguntas endereçadas a Paulo Guedes, incluindo a relação do ministro com a operadora de saúde Prevent Senior .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários