Após decisão da ANS, Prevent Senior afirma que 'corrigirá eventuais problemas'
Divulgação
Após decisão da ANS, Prevent Senior afirma que 'corrigirá eventuais problemas'

Após decisão  Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de vigiar mais rigorosamente a  Prevent Senior, a operadora de saúde afirmou que "corrigirá eventuais problemas ocorridos nos momentos mais críticos da pandemia apontados pela agência".

A medida da ANS consiste em uma espécie de intervenção não executiva da agência, o que significa que eles não teram poder de gestão dentro da Prevent Senior, mas com vigilância contínua e análise sobre a forma como a empresa opera e lida com o público.

A operadora de saúde já foi autuada pela ANS por prescrever, de forma indiscriminada, medicamentos que fazem parte do 'kit Covid', que não tem eficácia comprovada contra a Covid-19. A empresa ainda responde a quatro processos na agência e está na mira da CPI da Covid pelas irregularidades.

Em nota, a Prevent afirmou que ainda não tomou conhecimento oficial da decisão da ANS anunciada nesta quarta-feira (6) na CPI da Covid. A empresa voltou a dizer que as denúncias são "infundadas".

A operadora de saúde afirmou que os documentos mostram que "sempre atuou dentro dos princípios éticos e normas regulatórias", mas que "corrigirá eventuais problemas ocorridos nos momentos mais críticos da pandemia apontados pela agências".

Segundo Paulo Roberto Rebello Filho, diretor-presidente ANS que depõe hoje na CPI, o esquema de vigilância deve começar nos próximos 15 dias. O órgão deve designar o diretor técnico que vai acompanhar a Prevent tão logo seja finalizada uma nota preliminar, etapa que antecede o envio de notificação à empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários