Bolsonaro em discurso na manhã desta terça-feira, 07
Divulgação/Planalto/Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro em discurso na manhã desta terça-feira, 07

Durante seu discurso em Brasília, na manhã desta terça-feira, 07, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que amanhã vai se reunir com os chefes dos três poderes no Conselho da República . O objetivo do presidente seria mostrar sua força junto à população, para barganhar mudanças de posições em favor de seus desejos. 

No Brasil, o Conselho da República é o órgão superior de consulta da Presidência da República, criado para assessorar o mandatário do país em momentos de crise. A função do conselho é pronunciar-se sobre intervenção federal, estado de defesa e estado de sítio ou sobre as questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas.

Segundo a Lei 8.041/1990, o órgão deve ser presidido pelo Presidente da República e integrado pelo vice-presidente e pelos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) não faz parte do conselho.

Além dos líderes desses poderes, o Conselho da República também conta com os líderes da maioria e da minoria na Câmara dos Deputados e no Senado, designados na forma regimental; o ministro da Justiça e outros seis brasileiros natos com pelo menos 35 anos, dois nomeados pelo presidente, dois pelo Senado e dois pela Câmara.

De acordo com a GloboNews, Bolsonaro apenas falou que iria reunir o conselho, mas nenhum líder foi convidado oficialmente para participar dele. Além disso, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, responsável por fazer o chamamento para a reunião do conselho nem foi avisado avisado sobre o encontro. Lira e Pacheco também não foram avisados.

“Amanhã estarei no Conselho da República juntamente com ministros, para nós, juntamente com o presidente da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal, com esta fotografia de vocês, mostrar para onde nós todos devemos ir”, disse o presidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários