Ernesto Araújo, ex-ministro das Relações Exteriores
Divulgação/Agência Senado/Jefferson Rudy
Ernesto Araújo, ex-ministro das Relações Exteriores

ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo pediu ao Itamaraty nesta semana mais um ano de licença. O diplomata deve retornar à função no final de agosto de 2022. Durante o período fora do cargo, ele não receberá salário.

O diplomata não declarou os motivos de seu afastamento. É a segunda licença pedida por ele, que já havia ficado fora do cargo por três meses.

A esposa do ex-chanceler, a também diplomata Maria Eduarda de Seixas Corrêa, foi transferida para o Consulado em Hartford, em Connecticut, nos EUA, o que pode também ter motivado o pedido licença de Araújo.

Especialistas acreditam, porém, que o ex-ministro esteja se afastando do cargo para concorrer a algum cargo político em 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários