Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
O Antagonista
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O ex-presidente Lula (PT) tem reunião marcada nesta terça-feira (31) com membros de movimentos sociais como CUT, MST e Central de Movimentos Populares (CMP). Entre outros temas, o petista vai discutir a possibilidade de comparecer ao protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no dia 7 de setembro. As informações são da Folha de S. Paulo.

No mesmo dia, haverá manifestações de apoio ao presidente. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) tentou impedir que as manifestações pró e contra o governo aconteçam no mesmo dia, com o intuito de minimizar a chance de eventuais conflitos entre militantes. A  decisão do juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, porém, frustrou a resolução do tucano.

Lula não vinha participando de atos anteriores sob a justificativa de não compactuar com aglomerações durante o período de pandemia de Covid-19, além de buscar preservar sua segurança individual. No entanto, o petista acredita que os protestos antagônicos de 7 de setembro ilustram um embate entre autoritarismo e democracia —  como tem constantemente avaliado sobre a disputa pelo pleito em 2022.

O iG procurou a assessoria de Lula, que não confirma a informação. A equipe diz que, na tarde de hoje, o petista tem apenas uma agenda no Sindicato dos Metalúrgicos para lançamento do livro 'Brasil: 5 anos de golpe e destruição'

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários