Presidente Jair Bolsonaro ao lado do General Ramos, ministro da Secretaria de Governo
Reprodução/Twitter
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do General Ramos, ministro da Secretaria de Governo

A Polícia Federal intimou o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria-Geral da Presidência, o diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, e o secretário Especial de Modernização do Estado (Seme), coronel Eduardo Gomes da Silva, a prestar depoimento por acusações de fraudes nas urnas eletrônicas. A investigação é vinculada ao  inquérito das fake news, aberto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Os convocados terão de prestar informações sobre a  live realizada por Bolsonaro no dia 30 de julho. Na ocasião, o presidente da República prometeu 'provar' a existência de fraude nas eleições de 2014 e 2018, mas apenas compartilhou teorias da conspiração e ameaçou as instituições democráticas.

Além dos três convocados, a PF também pretende colher depoimento do youtuber Jeterson Lordano, o professor da faculdade de tecnologia de São Paulo Alexandre Ichiro Hashimoto e o engenheiro especialista em segurança de dados Amílcar Brunazo Filho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários