Flávio Bolsonaro em entrevista no Senado Federal
Divulgação/Agência Senado/Pedro França
Flávio Bolsonaro em entrevista no Senado Federal

Nesta sexta-feira (20), a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) disse, em nota, que entrará com queixa de calúnia contra o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel em decorrência das declarações dadas por ele na CPI da Covid, em 16 de junho

Witzel, por outro lado, negou ter feito qualquer referência ao senador ao dizer que os hospitais federais do estado "tinham dono". Na ocasião, o depoente também afirmou que o governo federal não cedeu leitos do Rio de Janeiro durante a pandemia e "sabotou" os hospitais de campanha .

"Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro, admitiu que não acusou, e por tanto não existe, qualquer irregularidade envolvendo o senador Flávio Bolsonaro e os hospitais federais no Estado. A afirmação foi feita depois de interpelação apresentada pela defesa, que questionou declarações dadas por Witzel à CPI da Pandemia, no Senado Federal", diz a nota assinada pelos advogados Luciana Pires, Rodrigo Roca e Juliana Bierrenbach. "Em função dos prejuízos causados à imagem do parlamentar, a defesa entrará com uma queixa crime contra o ex-governador".

O juiz da 39ª Vara Criminal, Ricardo Coronha Pinheiro, deu 15 dias para que o ex-governador se manifestasse e explicasse suas declarações.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários