Senado Federal
Reprodução: Agência Brasil
Senado Federal

O Senado aprovou hoje, 11, o projeto de lei que suspende até 31 de dezembro de 2021 a prova de vida dos beneficiários da  Previdência Social. Por lei, a comprovação é necessária ser realizada anualmente para evitar fraudes no pagamento dos benefícios do  Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O texto segue para sanção presidencial.

Para justificar a suspensão, os parlamentares entenderam que, excepcionalmente, a prova de vida deve ser adiada para evitar a contaminação pela covid-19 em agências bancárias e da Previdência Social. Em julho, a medida também foi aprovada pela Câmara dos Deputados.

Para entrar em vigor, a aprovação do projeto pelo Senado precisa ser sancionado pela Presidência da República. Durante a sessão, o relator do PL, senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), citou que, segundo dados do INSS, mais de 12 milhões de beneficiários não realizaram neste ano a prova de vida, podendo ter o benefício suspenso diante do descumprimento do comparecimento.

De acordo com o parlamentar, dos 36 milhões de beneficiários, cerca de 23 milhões já fizeram a comprovação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários