Ciro Gomes em entrevista no programa
Reprodução/TV Globo
Ciro Gomes em entrevista no programa "Conversa com Bial", da TV Globo

Na noite da última segunda-feira, 09, o pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT), de 64 anos, concedeu uma entrevista ao programa "Conversa com Bial", da TV Globo. Na ocasião, ele fez diversas  críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pelas eleições de 2018 e por suas gestões.

"Eu venho de longa data, o Lula também. O Lula comete equívocos estratégicos que tem uma explicação: o lulocentrismo. O egolatrismo absolutamente sem contraste e agora piorado porque os grandes amigos que ele tinha que diziam 'menos, Lula' morreram todos. Ele está cercado de bajuladores de quinto nível. O ego do Lula agora não tem reparo, não tem contradição, despirocou geral. Não mudou nem uma ideia sobre nada. E agora tá piorado, porque ele considera, vamos dizer, que o crime compensa", disse.

E completou: "Chega! O mal que o Lula já fez ao Brasil é muito maior que o bem que ele fez em algum momento".

Ciro ainda comentou sobre as eleições de 2018, após as quais viajou para Paris, França, deixando de participar da campanha do candidato do PT, a quem declarou apoio. Ele disse que Fernando Haddad (PT) nunca entrou em contato para agradecer o apoio ou negociar a incorporação de pontos do plano de governo na campanha.

Apesar das críticas a Lula, Haddad e também à ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Ciro contratou o ex-marqueteiro das campanhas presidenciais do PT, o jornalista João Santana.

Nos últimos meses, Ciro Gomes vem mantendo um discurso de ataque aos dois nomes mais bem colocados nas pesquisas de intenção de voto para 2022, o ex-presidente Lula e o atual mandatário Jair Bolsonaro (sem partido) . As eleições de 2022 serão a quarta tentativa de Ciro chegar à presidência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários