Scott Roe, estadunidense internado por Covid-19 que diz ser contra vacina
Reprodução
Scott Roe, estadunidense internado por Covid-19 que diz ser contra vacina

Um repórter da CBS News entrevistou nesta semana um paciente internado em hospital em Baton Rouge (Louisiana, EUA) por causa da Covid-19. Apesar dos riscos, ele afirmou preferir ser hospitalizado a tomar vacina contra o coronavírus.

"Aqui estou eu me recuperando, saindo daqui finalmente amanhã. Vou tomar uma vacina? Não", disse Scott Roe. "Porque há muitos problemas com essas vacinas", acrescentou ele, que desenvolveu pneumonia por causa do coronavírus.

"Antes de você ficar doente", perguntou o repórter David Begnaud a Scott, "se você tivesse a chance de tomar a vacina e prevenir isso, você teria tomado a vacina?", completou.

"Não", disse Scott enfaticamente. "Eu teria passado por isso, sim, senhor... Não enfie isso na minha goela. Isso é o que a administração local, estadual e federal está tentando fazer: enfiar na sua goela", emendou.

"O que eles estão forçando contra você? A ciência?", indagou Begnaud.

Você viu?

"Não, eles estão forçando o fato de que essa é a agenda deles. A agenda deles é vaciná-lo", afirmou o eleitor republicano.

O americano tem ignorado o conselho de vários políticos republicanos da Louisiana para se vacinar.

A também eleitora republicana Paula Johnson, porém, aceitou o conselho. Após ser levada de ambulância ao mesmo hospital de Baton Rouge, decidiu se vacinar.

"Sinceramente, por Deus, pensei que caminhava meu último dia nesta terra. Não conseguia respirar. De repente os meus pulmões simplesmente não funcionavam", disse ela a Begnaud. "Não tenho comorbidades, nada, nunca tive problema de pulmão. Não fumo, nada. É como tentar respirar e bater na parede em um segundo", completou.

Os EUA já registraram 34 milhões de casos de Covid-19, com 610 mil mortes. Os números são os mais elevados no mundo.

*Informações do Jornal Extra

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários