Cúpula da CPI da Covid
Reprodução
Cúpula da CPI da Covid

Após a volta do recesso, a  CPI da Covid terá o auxílio de pelo menos um delegado, um perito e dois agentes da Polícia Federal que atuaram na CPMI das Fake News. As informações são do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles .

A decisão foi comunicada por  telefone nesta quinta-feira (15) pela cúpula da CPMI das Fake News a integrantes da CPI da Covid.

A cúpula da CPI da Covid já teria começado a utilizar o material levantado pela CPMI das Fake News sobre a cadeia de disparos de informações falsas utilizada pelo governo Bolsonaro em 2020.

A ideia da comissão é apurar quem foram os responsáveis por financiar as fake news sobre a Covid-19, que divulgaram informações falsas sobre remédios comprovadamente ineficazes — como a cloroquina e a ivermectina.

Supostos envolvidos como o assessor do Planalto, Filipe Martins, e Paolo Zanotto, infectologista que atuou no gabinete paralelo da Covid, já tiveram os sigilos quebrados pela comissão.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários