Diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Batista de Souza Medrades e senador Omar Aziz, na CPi da Covid
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Batista de Souza Medrades e senador Omar Aziz, na CPi da Covid

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), adiou o depoimento de Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos, previsto inicialmente para esta quarta-feira, 14. O anúncio foi feito após as primeiras horas do depoimento da diretora técnica da Precisa, Manuela Medrades .

A Precisa Medicamentos é a representante no Brasil da farmacêutica Bharat Biotech, produtora da vacina Covaxin. As negociações entre a compra da Covaxin pelo Governo Federal é alvo de suspeitas de irregularidades e corrupção. E o presidente,  Jair Bolsonaro (sem partido) é investigado no caso, para saber se ele cometeu crime de prevaricação.

"Nós ouviremos hoje a senhora Manuela e marcaremos para agosto a vinda do senhor Maximiano para ser ouvido. Não há como ouvir hoje duas pessoas, porque o número de [senadores] inscritos é muito grande. Vou comunicar os advogados. Amanhã será o senhor Cristiano, a ser ouvido", afirmou Aziz. A CPI vai ser suspensa durante o recesso do Congresso Federal, de 18 a 31 de julho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários