Wilson Witzel na CPI
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues
Wilson Witzel na CPI

 O presidente da CPI da Covid , Omar Aziz (PSD-AM),  encaminhou nesta terça-feira (6) oficio à ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, pedindo a inclusão do ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel e da família no Programa de Proteção a Testemunhas.

Witzel irá prestar novamente depoimento à CPI, todavia, desta vez, de forma secreta . A data da sessão ainda não foi confirmada. O pedido de proteção foi feito por ele na última segunda-feira (5) como condição para “contribuir” com a Comissão Parlamentar.

“Situação de expressivo risco à sua integridade física", alega Aziz no ofício, pois os fatos que o ex-governador fluminense irá revelar envolvem "agentes dotados de relevante poderio político e econômico”.

Afastado em definitivo do cargo em abril deste ano após processo de impeachment, Witzel diz que pretender revelar “fato gravíssimo” envolvendo o governo federal e intervenções sobre o governo estadual do Rio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários