Deputado federal Luís Miranda
Agência Brasil
Deputado federal Luís Miranda

O deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) negou a acusação do empresário Luiz Paulo Dominguetti feita nesta quinta-feira (1º) à CPI da Covid de que o  parlamentar teria procurado a empresa Davati Medical Supply para tentar intermediar uma compra de vacinas.

Segundo o deputado, o áudio apresentado por Dominguetti para 'provar' a atuação de Miranda é de 2020 e não seria relacionado à venda de imunizantes.

"Os criminosos estão desesperados... usando áudio da minha empresa dos Estados Unidos na aquisição de Luvas para o mercado Americano! Tentam a todo custo descredibilizar meu testemunho... eles possuem muito para esconder!", disse Miranda nas redes sociais.


Você viu?



Dominguetti se apresenta como representante da Davati e foi convocado à CPI para falar sobre denúncia que fez ao jornal Folha de S. Paulo de um suposto pedido de propina do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, que teria pedido US$ 1 a por cada dose do imunizante.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários