Daniel Silveira
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Daniel Silveira

Segundo relatório da Procuradoria Geral da República (PGR), o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso novamente nesta quinta-feira (24) , teve pelo menos 30 violações ao uso de tornozeleira eletrônica , sendo elas: 22 por falta de bateria; 4  relacionadas ao rompimento da cinta/lacre; 5 referentes à área de inclusão (área onde ele estava autorizado a circular). As informações são do G1. 

"Conforme apontou a Procuradoria-Geral da República, os relatórios de monitoramento eletrônico de DANIEL SILVEIRA, notadamente no período de 5/4/2021 a 24/5/2021, apresentaram mais de 30 violações, relacionadas à carga do dispositivo de monitoramento, à área de inclusão, e ao rompimento da cinta/lacre”, cita a nova decisão do STF.

Silveira foi preso pela primeira vez em fevereiro deste ano por conta de um vídeo em que faz apologia ao AI-5 , instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, e pede a destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em razão do vídeo, Daniel Silveira, também é alvo de processo disciplinar no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados , que pode levar à cassação de se mandato. 

Você viu?

Desde março o deputado cumpria prisão domiciliar com a obrigatoriedade do uso de tornozeleira eletrônica. 

Além das irregularidades com o aparelho, Silveira também descumpriu, outra medida imposta pelo STF, sem justificativa, a visita regular à central para acompanhamento e manutenção do equipamento.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários