Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ)
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ)

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso na tarde desta quinta-feira (24). O pedido foi feito pela Procuradoria Geral da República (PGR) é acatado pelo Supremo Tribunal Federal.

O ministro Alexandre de Moraes , do Supremo, diz em decisão expedida nesta quinta que o parlamentar, que cumpria prisão domiciliar no Rio de Janeiro, violou ao menos 36 vezes o monitoramento da tornozeleira eletrônica e não pagou a fiança, estipulada em R$ 100 mil, em casos de violação.

"Em face do reiterado desrespeito às medidas restritivas estabelecidas, restabeleço a prisão de Daniel Lúcio da Silveira, recolhido imediatamente às dependências do Batalhão Especial prisional da polícia Militar do estado do Rio de Janeiro", diz Moraes na decisão.

Segundo informações da CNN, Daniel Silveira passa por exames corporais no instituto Médico Legal ( IML ) antes de voltar a prisão.

O deputado do PSL teve a primeira prisão em flagrante decretada em fevereiro deste ano, quando publicou um vídeo nas redes sociais ameaçando ministros do STF e por fazer apologia à ditadura militar, ao pedir a volta do AI-5.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários