Wilson Witzel na CPI
Divulgação/Agência Senado/Jefferson Rudy
Wilson Witzel na CPI

O ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel ( PSC) se tornou réu na Justiça Federal pelo crime de organização criminosa, sob acusação de desvios de recursos públicos na área da Saúde.

A mulher do político, Helena Witzel, o ex-secretario de saúde do estado Edmar Santos, e o ex-candidato a presidência, e presidente do PSC, Pastor Everaldo também se tornaram réus na ação da juíza Caroline Figueiredo, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

"Verifico, ainda, estarem minimamente delineadas a autoria e a materialidade dos crimes que, em tese, teriam sido cometidos pelos acusados, o que se afere do teor  da farta documentação que instrui a exordial”, diz a juíza na decisão, que cita Witzel como “principal líder da organização criminosa”.

O ex-governador do Rio, que sofreu impeachment do cargo em abril deste ano, prestou depoimento na CPI da Covid como convidado nesta quarta (16).


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários